AS 10 NOTÍCIAS MAIS LIDAS

CLIQUE AQUI

OS 10 VÍDEOS MAIS VISTOS

CLIQUE AQUI
Imprimir

Magno Malta vai solicitar ao ministro da Justiça para reclassificar novela Babilônia para 16 anos

Publicado .

"Não quero tirar do ar. Nem tirar as personagens. Só acho que eles pesaram a mão. Hoje, segunda-feira, enviarei ofício para o ministro da Justiça para reclassificar para 16 anos. Eu não quero minhas filhas vendo duas senhoras homossexuais se beijando. São cenas muito pesadas para aquele horário." Explicou senador Magno Malta, para o jornal eletrônico UOL, que promove a novela da Rede Globo como entretenimento.

Senador Magno Malta, presidente da Frente Parlamentar Mista Em Defesa da Família Brasileira, afirma  que “ninguém é obrigado a assistir nenhum programa e que a educação dos filhos é responsabilidade dos pais, mas acha que uma concessão pública de TV deve ser fiscalizada. Trinta segundos de novela destroem anos de educação em casa." Avaliou Magno.

Imprimir

Pais pedem transferência de estudantes flagrados fazendo sexo em escola

Publicado .

Segundo a Superintendência Regional de Ensino (SRE), os responsáveis pelos adolescentes fizeram um boletim de ocorrência para apurar crime de pedofilia.

O relatório com as apurações sobre dois estudantes que foram flagrados fazendo sexo em uma sala de aula Escola Estadual Levi Durães Peres, em Montes Claros, Região Norte de Minas Gerais, deve ser entregue nos próximos dias para à Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude do Ministério Público e ao Conselho Tutelar. Depois de reunião realizada com os diretores do colégio, os pais dos adolescentes que apareciam no vídeo que rodou pelas redes sociais pediram a transferência deles para outras instituições de ensino. A Superintendência Regional de Ensino (SRE) informou, nesta quarta-feira, que o pedido foi aceito;

Imprimir

Grife de Luciano Huck recebe críticas por camiseta que incentivaria pedofilia

Publicado .

Roupa infantil com frase polêmica gerou revolta nas redes sociais

A marca de camisetas "Use Huck", do apresentador Luciano Huck, está envolvida em uma polêmica que ganhou força nas redes sociais. No site, são oferecidas camisetas infantis com a frase "vem ni mim que eu tô facin", em uma linha feita especialmente para o Carnaval.

Foi o suficiente para que as redes sociais ficassem lotadas de críticas ao apresentador. Revoltados, os internautas acusam Huck de incentivar a sexualidade precoce e a pedofilia.

Imprimir

'Usam Whatsapp para pedofilia, tráfico e assaltos', diz delegado que pede bloqueio do app

Publicado .

"Sabemos que o Whastapp é usado no Brasil para crimes como pedofilia, assaltos e tráfico de drogas. O aplicativo serve como facilitador no ambiente virtual para crimes cometidos em ambientes comuns."

Quem afirma é Alessandro Barreto, delegado do núcleo de inteligência da policia civil do Piauí e um dos responsáveis pela operação que culminou no pedido de bloqueio do aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do Brasil.

Imprimir

Magno Malta quer alterar a Constituição para punir crianças que cometem crimes hediondos

Publicado .

Senador Magno Malta (PR/ES) apresentou, nesta quinta-feira, requerimento propondo emenda à constituição Federal para prever que a criança e adolescente sejam responsabilizados pelos crimes de natureza hedionda, que cometerem na medida da capacidade de entendimento e de autodeterminação, a ser averiguado no caso concreto, nos termos da lei. “A proposta tem como objetivo primeiro fazer justiça. Nosso ordenamento jurídico permite impunidade para menor de 18 anos de idade, que não pode ser devidamente responsabilizado criminalmente. Vamos mudar esta realidade”, promete Magno Malta.
 
A proposta do senador Magno Malta, já bastante debatida, e com clamor popular, é retirar a idade como fator de imputabilidade penal de nosso ordenamento jurídico e deixar que os juízes decidam caso a caso, nos atos classificados como crimes hediondos. “Há crianças e crianças, Há adolescentes e adolescentes. A vida corrompe uns muito mais cedo do que os outros. As diferenças devem pesar na balança da justiça”, esclareceu Magno Malta.

Imprimir

Magno Malta quer plebiscito para instituir prisão perpétua no Brasil

Publicado .

Segundo o senador Magno Malta (PR/ES) “no Brasil a lei não é severa e justa. A pena no País não pode ultrapassar o teto de 30 anos, em caso de doenças e idade avançada. Um criminoso que  assalta e assassina várias pessoas, pode ser condenado até mais de 200 anos em  regime fechado, mas só vai cumprir até 30 anos de reclusão e com tantos benefícios do Código Penal em favor do preso, como regime semi aberto para estudar ou trabalhar e com apenas 1/3 da pena cumprida, já pode gozar de liberdade total. É uma falácia. Por isso, na próxima terça-feira, vou entregar na Comissão de Constituição e Justiça – CCJ – do Senado,  requerimento solicitando plebiscito no Brasil este ano, para instalação de uma mini-constituinte ou constituinte exclusiva com objetivo de ouvir a população para decidir se quer ou não prisão perpétua para narcotraficantes, pedófilos e corruptos. E quero também que sequestro relâmpago e assaltos na porta de bancos conhecidos como “saidinhas”, sejam classificados como crimes hediondos. Prisão perpétua no Brasil já. Precisamos de leis severas para diminuir a impunidade que vai refletir diretamente na crescente violência urbana”, informou Magno, em entrevista exclusiva ao jornal A Tribuna.

As recentes manifestações populares trouxeram à pauta de discussão a efetivação de instrumentos que viabilizam a chamada soberania popular. Magno Malta tentando amenizar o clamor das ruas, quer a realização de uma mini-constituinte ou constituinte exclusiva. “Podemos dizer que o povo não acredita nas leis brandas e a impunidade é um fermento que faz crescer cada vez mais a violência em todos os sentidos. A população quer ser ouvida”, afirma Magno.